PT
|
EN
|
IT

Processo de multiplicação ainda em fase precoce mas com espaço para crescer

Embora ainda importe muito arroz (semente), também na tentativa de reduzir custos, uma das estratégias da Tecnorisi centra-se na multiplicação, até porque considera que Portugal possui condições naturais tão boas ou melhores que Itália para o fazer. Para tal muniu-se de um parceiro que reúne as condições necessárias para o desenvolver, a Orivárzea, responsável por todo o trabalho de multiplicação. O campo de multiplicação de sementes fica na Lezíria de Vila Franca de Xira e inclui cincos variedades de arroz de diferentes tipologias, incluindo risotto, o que acontece pela primeira vez em Portugal, segundo informação avançada por Victor Rouxinol. O processo de multiplicação encontra-se numa fase ainda relativamente precoce, por isso anualmente são realizadas visitas a Itália com vários elementos da fileira para aproveitar todos os conhecimentos já adquiridos pela Lugano a nível dos mais variados itens (desinfeção, limpeza, seleção ...).

 

 

LUGANO